[GUATEMALA] A Vingança da Terra

Traduzido por Anhangá desde Maldición Eco-extremista.

A Natureza Selvagem mais uma vez se manifesta com imponente terror. De tal modo o poder da Terra é sentido com majestosa ferocidade. Desta vez não foi um terremoto nem uma tempestade, desta vez a calamidade foi trazida pela erupção de um vulcão. “O Vulcão de Fogo” na Guatemala se transformou no pesadelo do país centro-americano. A erupção do monte em 3 de Junho fez a humanidade se lembrar de sua insignificante existência, da podridão do humano moderno. Eram cerca de três horas da tarde quando a erupção causou uma avalanche de lava e pedras que se precipitaram sobre os povoados mais próximos, sepultando com selvageria tudo pelo caminho, seguida imediatamente por poderosas erupções de cinzas ardentes que obscureceram a toda a região.

O ensurdecedor despertar do vulcão deixou uma paisagem de desolação nas humildes localidades próximas, casas sepultadas com habitantes dentro e quase uma centena de humanos mortos (73) foi o saldo terrível da manifestação Selvagem. Mais uma vez nos regojizamos da desgraça humana, nos regojizamos com o massacre ancestral da Terra, sorrimos ante sua caótica vingança contra o humano.

Humanos infelizes, desgraçados! Lembrem-se de que não são nada diante do poder e a autoridade suprema da Natureza Selvagem, lembrem-se de sua insignificância quando o Selvagem os apaga da face da Terra.

Como não lembrar a também recente e maravilhosa erupção do vulcão Kilauea na ilha do Havaí, uma erupção que deixou apenas danos materiais e não vítimas humanas.

Pela fúria dos vulcões!
Pela vingança terrível da Terra contra o humano!
Graças ao Desconhecido por suas mensagens de Caos.
Hoje são bombas, amanhã Vulcões e Tremores…